terça-feira, 2 de maio de 2006

Odeio barraco

Eu não sei se vocês sabem, mas eu odeio barraco. Odeio mesmo. Não gosto desse negócio de ficar brigando em público. Acho que é falta de educação, é feio, desgasta. Ainda mais num blog. Quem vem, vem para ler coisas agradáveis, e não o tipo de coisa que vai acontecer aqui hoje. Mas acredito que vocês vão concordar comigo que é necessário.
O Fabricando Idéias está, neste exato momento, às 13h44min, com 18.240 visitas. Isso desde 27/10/05, pois, antes disso, eu não tinha contador. Neste momento, há 5 pessoas no site. Contudo, os comentários vêm sendo nulos ou quase nulos. Nesse caso, achei que eu estava no direito de perguntar às pessoas que me lêem, educadamente, o porquê de tão poucos comentários. Vejam só a cópia da minha postagem que diz isso:


E eis que de repente, e não mais do que de repente, chega à minha caixa de e-mails o seguinte comentário, feito a esse post:



Assim, acho necessário prestar alguns esclarecimentos à Ana Carolina, e a qualquer pessoa que, eventualmente, visite este "Muros das lamentações".

Este não é um site de artes. Não é um site de crochê, de tricô, e nem muito menos de alguém que tem uma profissão ligada à arte de escrever. Esse é um blog de uma pessoa que gosta de escrever, e de falar sobre as coisas do dia-a-dia, tenham a ver com minha vida, tenham a ver com outros assuntos. Aqui, você poderá encontrar posts falando sobre poluição, sobre artes plásticas, claro, sobre política, sobre cinema, sobre várias coisas. Aliás, vamos relembrar o conceito de blog. Segundo a página inicial do Blogspot:

Olha! Um blog é para postar o que eu penso! Que bom! Então, acho que estou fazendo certo!
Do mesmo jeito que eu posso postar o que penso, cada um tem direito de, nos comentários, dizer o que pensa. Foi o que nossa querida amiga Ana Carolina fez. Ao que eu perguntei por que seria que não estava recebendo comentários, ela, mais do que prontamente, ofereceu-se para me explicar: porque meu blog perdeu a identidade! Deixou de ser uma Fábrica de Idéias! Virou um "Muro das Lamentações"! Bem, vamos entender. Qual era a identidade de meu blog? Ser um blog de artes? Com idéias de peças em tricô e crochê? Como eu disse, o blog não é de artes. O blog é de Patricia. Ou seja, tudo o que eu faço, penso e quero, eu escrevo neste blog. Agora... se você vem aqui pela parte das artes, ótimo. Se vem porque acha que eu escrevo bem, legal. Se vem porque gosta dos meus lindos olhos castanhos, maravilha. Mas... quando eu escrever sobre artes, as pessoas que vêm por causa dos meus olhos castanhos, não podem simplesmente deixar um comentário, dizendo que meu blog virou um isso ou aquilo, apenas porque naquele ou naqueles posts, eu não coloquei fotos dos meus olhos castanhos. Elas podem, no máximo, dizer: "este assunto não me interessa". E decidirem não ler aquele post, ou não voltar mais no blog. Até aí, está tudo bem.

Se eu escrever sobre política, qualquer um tem o direito de me deixar um comentário, dizendo que não concordam com minha visão política. O que elas não têm o direito, é de achar que eu não devo escrever sobre política, só porque o assunto não interessa a elas.

Voltando à minha argumentação: quando iniciei este post, eram 13h44min, e eu tinha 18.240 visitas no meu blog. Agora, são 14h14, e as visitas já são 18.253. Ou seja, em 30 minutos, meu blog recebeu 13 visitas. Acho que é um número razoável, não? Nesse caso, acho que eu não sou tããããããããão chata assim... ou será que as 13 pessoas passaram aqui por acaso, se encheram do mue bla-bla-bla e foram embora? É, pode ser, né?

Ou seja, finalizando: sim, esse blog fala de artes. Sim, esse blog fala de comportamento. Sim, esse blog fala de política. Sim, esse blog fala de meio ambiente. Sim, esse blog fala da minha vida. Sim, eu lamento, na minha vida. Sim, na minha vida eu sorrio (é só ver o último post). Sim, na minha vida, eu vivo de forma normal, como qualquer pessoa normal, e isso faz com que meu cérebro pense váááááááááárias coisas. Se meu cérebro pensasse só em artes plásticas, eu seria uma lesada. Se ele pensasse só em comportamento, eu seria lesada também. Graças a Deus, Deus me deu um cérebro multifuncional. Eu tenho o dom maravilhoso de pensar em várias coisas. Não sou lesada.

Portanto, sim, eu vou continuar escrevendo minhas lamentações aqui. Vou escrever sobre política. Vou escrever receitas de crochê e tricô, e colocar fotos do que faço. Quando encontrar o Tietê nojento, vou tirar uma foto e colocar aqui. Quando brigar com meu namorado, vou chorar aqui. Quando ganhar um presente, vou dividir a alegria aqui. Assim, fica aqui um recadinho a quem só aparece e só tem coragem de deixar comentário para criticar (não, a Ana Carolina jamais havia deixado um comentário em meu blog. Esse foi o primeiro, e o último, espero). Fica um recadinho a quem não gosta dos meus olhos castanhos, do meu jeito de escrever, das minhas artes, ou das minhas lamentações: a porta da rua é serventia da casa.

Não percam seu tempo vindo ao meu blog. Não façam girar meu contador de acessos. Não façam-me sentir que o que eu escrevo é útil, aumentando o número de visitas, ou deixando comentários agressivos e/ou inúteis (mais três visitas em 10 minutos). Se meu blog é um muro de lamentações, por que continuam visitando-o? Não têm mais o que fazer?

Ana Carolina, eu gostaria, por gentileza, que você me deixasse o endereço de seu blog, para que eu possa ver, com meus próprios olhos, como é que se faz um blog decente e interessante. Afinal, é claro que, para criticar, você deve saber fazer melhor. Não é?

Para terminar, já que me estendi mais do que pretendia, fica uma curiosidade interessante:


Muro das Lamentações - Jerusalém
"No Muro das Lamentações os judeus vão orar e por vezes chorar, fazer seus pedidos, que escritos, são colocados nas frestas das pedras. É impressionante a importância do local para os judeus. Você só pode acessar o muro se colocar uma cobertura sobre o topo da cabeça."
Fonte: http://www.abbra.eng.br/jerusalem.htm

Vejam só que símbolo bonito é o Muro das Lamentações para os judeus. Assim, já que ganhei a fama, vou dormir na cama. Pessoas queridas, não se acanhem: façam do Fabricando Idéias o seu "Muro das Lamentações Particular". Sintam-se à vontade para chorar, reclamar, fazer seus pedidos, e principalmente, se quiserem, orar. Sim, vamos orar juntos. Vamos orar por seus problemas, por meus problemas, e pelos problemas de todas as pessoas que passam por aqui. Se houvesse mais amor no mundo... se houvesse mais compreensão e interesse pelos problemas do próximo... eu não teria recebido um comentário malcriado, e muito menos estaria escrevendo esse post. Paciência.

E VIVA A LIBERDADE!

11 comentários:

Anônimo disse...

lembra-te que só quem vai à frente é que poderá apanhar pontapés. Quam vai atrás não tem ninguém que acerte no seu traseiro então é mais fácil criticar quem faz algo.
Não desanimes. Ana

Natalia disse...

Oi Paty

Concordo plenamente com você. A gente faz um blog com todo carinho e tem o maior trabalho para manter ele sempre legal e aí vem alguém esculaxar a gente. Muito feio isso, falar mal dos outros é sempre muito fácil...

Continue assim
Naty

Anônimo disse...

Concordo com as duas meninas acima,mas tbm achei feia a sua fúria directa com a Ana Carolina, mesmo não sabendo quem ela é. Este blog está (até agora nos meus favoritos e realmente visito-o assiduamente, sem que para isso tenha forçosamente que comentar)Comento quando leio ou vejo algo interessante, alegre, sério ou simplesmente sobre política. Mude o seu estilo e não mande bombas ao ar (por acaso tenho entrado aqui ultimamente e não tenho visto nada que me chame a atenção). E onde está dizendo que é obrigatório comentar mesmo não gostando??? Tenha calma e pense calmamente, ponderando uma nova forma de dirigir seu blog
Bjx e tudo de bom

Valéria disse...

Oi Patrícia, visito o teu blog sempre e nunca escrevi nada (sou completamente analfabeta com relação a postar coisas...) mas a nossa estagiária (tem 19 anos, me ensinou). Devo confessar que gostei da tua atitude de reclamar do que não achas legal e por isso estou te escrevendo e escreverei de agora em diante para todos os blogs que achar interessante e que costumo visitar. Tenho me iniciado na arte do crochê, mas sozinha é muito difícil. Acho que vou procurar umas aulinhas...
Certa vez passei por muitas dificuldades no meu trabalho e uma criança (10 anos) escreveu esta frase na minha agenda que sempre me levanta o moral: A risada de um idiota é um elogio para um gênio. Pensa nisso, as pessoas não se colocam no nosso lugar as vezes...
Beijocas. Valéria

Katia disse...

Amiga Paty
Realmente você está certa. Tenho sabido via e-mails que outras pessoas tem recebido mensagens que agridem tanto a nossa pessoa como o blog, que é a mesma coisa. E devemos barrar este tipo de coisa, se não gostam, simples não entrem. Ninguém é obrigado a gostar de nada, o blog é livre para você falar o que achar que deve falar, e não o que os outros querem ouvir. Existem crises na vida com todo mundo, e tem horas que a gente precisa receber uma palavra amiga por causa de um problema que você esteja passando, e quer lugar melhor do que o blog, o seu diário aberto ao mundo? Adoro seu blog e não acho que deva mudar em nada, pelo contrário, quem realmente te conhece pelo menos um pouquinho sabe que você é uma pessoa maravilhosa e que tem princípios, e isso já basta. Continue sempre assim e sempre estarei por aqui.
Beijinhos
Kátia

Julyane disse...

Patricia

Amiga você pegou pesado,hein? Quem se expõe tá sujeito a td mesmo, tem que aprender a lidar com essas situações.

Um beijo

Mariza disse...

Patrícia,
Eu visito todos os dias seu blog gosto muito do seu estilo, mais tenho que concordar com as meninas você precisa manerar mais, foi muito agressiva e eu não vi ofensa nenhuma no comentário da Ana carolina,apenas não soube usar as palavras certa para o que ela queria dizer. Não se chatei comigo, um forte abraço.

elaine disse...

Oiiiiiii!visito sempre o seu blog,mas ja fazem dias que eu nao passav por aki,nao porq esta chato ou coisa assim,preguica mesmo rsrs!Bom eu acho que o blog eh seu,voce escreve o que quiser,eu escrevo o que eu quero no meu,se bem que acho que o meu nem eh visitado rsrs!Eu nao entendo uma coisa,se as pessoas nao gostam ignorem,mas senpre tem alguem que quer pisar no nosso calo,mas como algumas disseram,realmente temos que aprender a lidar com isso,porq o mundo ta cheio de gente assim,e nos que temos blog,acabamos nos expondo um pouco e ai ja viu...,mas acho que quando acontecer isso novamente,apague o comentario e ignore,tem pessoas que gostam de fazer essas coisas pra ver a gente perder a cabeca mesmo...bom,beijo e se cuida!

Anônimo disse...

parabens, o blogue é seu e ninguém é obrigado a partilhar 100% das suas opiniões, viva a liberdade
Regina

Berenice disse...

Olá querida!..quero dizer que você foi muito sábia na resposta a Ana Carolina...boomm seria se todas as moças fossem como você...interessadas em fazer algo que seja de ajuda a outrem...confesso que não li tuuudo,o que vc escreveu em seu blog,porq ele é muito extenso...mas eu amei isso tudo,e senti orgulho,como se fosse minha filha...desejo que minha filha(08)seja assim muito interessada e criativa como você...ela tece alguns pontinhos em crochêt e tricô.Um beijo no seu coração!

Cláudia disse...

Paty
Hoje eh a 1ª vez que entro no seu blog, pq estava procurando um "como se faz" de crichet e num site que o google indicou achei um link para o seu. Estranho como quem quer agredir a gente não tem sequer a criatividade de inventar um nome, ponha Joana, Maria, Sebastiana...não, deixam anônimo.Olha, minha filha tem 13 anos e fez 1 blog assim que saiu.Eu tive que acabar com ele, pois pessoas idiotas não tem tempo de entrar e fazer um comentário positivo(como essa 1ª que deixou), mas prá meter o pau, sempre têm tempo. Se é ou não 1 muro de lamentações, danem-se. O blog é teu, e educadamente vc pediu mais comentários. O que tem de mais nisso? Relaxa, manda a m... e continua com teu blog. Minha mãe sempre falou uma coisa"FALEM BEM OU FALEM MAL...MAS FALEM DE MIM".
Foi um prazer entrar no teu blog.
Um bjão
cláudia
claudiasoaresdipp@gmail.com(sei que tem mta gente que além de te meter o pau, vai entrar no meu e-mail e me lascar a língua. Deixa quieto, que venham "LOS TOROS"