quarta-feira, 21 de dezembro de 2005

Meio caminho andado

"Não vou me deixar embrutecer
eu acredito nos meus ideais!
Podem até maltratar meu coração
que meu espírito ninguém
vai conseguir quebrar..."
Legião Urbana


A Legião sempre, sempre embalou os meus momentos. Tem música de alegria, música de amor, música de tristeza, música de briga, de comemoração, de fossa... porqueo Renato (Russo) tinha uma capacidade incrível de traduzir tudo em música, cada sensação que ele tinha ou que via nos outros. Assim como tem gente que escreve livros sobre as coisas que sente, e que os outros sentem, ele fazia o mesmo com música. Quando estou feliz, pinço meus CDs da Legião, e posso encontrar uma trilha sonora perfeita para o momento. Quando estou triste, a mesma coisa. E isso ocorre com os sentimentos mais variados. Tenho certeza de que, se eu me dispuser a colocar todos os dias, um trecho de uma música que diga exatamente como estou me sentindo, certamente eu vou achar não apenas um, mas vários, mas certamente, um vai se encaixar como uma luva. A música da Legião é assim: encaixa como uma luva, pois tem vários formatos. É incrível. Eu não sou fã do Renato Russo. Não, não sou. Acho reprovável e muito triste a forma como ele viveu. Não precisava ser assim. Ele fez várias coisas que, para mim, são desnecessárias e inclusive vão contra o que eu acredito ser correto. Mas o que eu realmente admiro, é sua capacidade musical. Sua capacidade de, como eu disse, traduzir todo o tipo de sentimento em palavras. De identificar e correlacionar sensações e verbos. Como ele disse, "sei rimar romã com travesseiro", só ele realmente seria capaz de fazer algo do gênero.
Mudando um pouco de assunto, parece que o pessoal todo saiu de férias, né? Ninguém mais atualiza blog! Ou então, estão todos correndo pra fazer os presentes de Natal, que aliás, é no Sábado, agora, já! E eu não tenho nada para presentear! Não fiz, e nem vou fazer! Meu objetivo era terminar a blusa de Namorado para presenteá-lo no Natal, porém me faltam as agulhas circulares que ele ficou de fazer. Quanto ao tocante a mim, terminei a parte da frente (na minha opinião, a mais difícil e divertida, por causa das três tranças), e comecei a parte de trás, um pouco diferente: resolvi fazer em barra 3x2 e estou gostando do resultado. Mas o que me deixou bastante feliz e satisfeita comigo mesma, foi ter conseguido fazer as cavas e decote sem problemas. Ficou certinho, colocando sobre uma blusa do meu irmão, ficou idêntico, e usando meu irmão de modelo, ficou bem certinho e confortável, o tamanho das cavas. E quanto ao decote, acho que ficou bom também, numa altura boa e larguinho, pois Namorado não curte nada justo no pescoço. Segui a receita direitinho, e agora para fazer a parte de trás, ao invés de ficar medindo o tamanho até a barra, o tamanho até as cavas, até o decote, até o arremate, etc., eu fiz uma coisa que deu um trabalhinho, mas que certamente vai ficar muito melhor: eu contei as carreiras da barra, da blusa até as cavas, das cavas até o decote, e do decote até o arremate. Ou seja, agora eu só vou contando as carreiras. Bem melhor, até mesmo na hora de costurar junto, já que a gente pega de carreiras. Vou precisar de ajuda para costurar, eu acho. Mas estou feliz com meu desenvolvimento.
Comprei a fita de cetim rosa para colocar na blusa, e acho que ficou uma graça. Estou sem câmera, mas hoje vou pegar, e amanhã coloco fotos.
Decidi como vou fazer a manta da bebê filha do meu colega e agora futuro chefe, e comecei a fazer uns quadradinhos. Já fiz cinco, e acho que estão legais. Eles são fechadinhos. Havia outros quadradinhos com o desenho mais bonito, de flores, de roda de carroça, essas coisas. Mas optei pelos que estou fazendo por serem realmente mais fechadinhos. Afinal, se é uma manta, tem de esquentar, e se for toda furadinha, primeiro que não vai esquentar nada, e segundo que vai ficar enroscando em tudo, nos furinhos. Aí não é legal. Coloco fotos amanhã, também. Mas adianto que os quadradinhos dão um trabalhinho para fazer. São bastante pontos, justamente por serem fechadinhos, e eu ainda não sei a receita de cor, ou seja, tenho de ficar olhando o gráfico toda hora. Demoro uns quinze minutos para fazer cada quadradinho. Cada um tem 10 cm x 10 cm. Qual será um tamanho bom para uma manta de bebê??? Me ajudem, por favor, não faço a menor idéia.
Tive uma idéia também de fazer um cachecol horizontal de crochê. Vi uns modelos e me apaixonei. Vou ver se tenho duas cores de alguma lã, para fazer de listras...
É bom escrever aqui, porque assim não esqueço dos inúmeros projetos que quero fazer.
E o Casaco Filadélfia, ainda nem comecei. Certamente pro Natal não vai ser. Até mesmo porque começou o verão, e tá um calor terrível. Droga. Odeio calor.
Aconteceu uma coisa esquisita. Apesar dos pesares, de ter abusado nesse fim-de-semana, por causa dos eventos e tals, eu me pesei ontem, e estava com 74 kg, exatos. Sei lá. Comi porcaria. Não me enchi de comida, mas comi danone, bolo, essas coisas. Mas agora, voltei ao regime. Pelo menos nos dias que dá, haja vista que no Natal e Ano Novo, é impossível fazer regime. Mas também não precisa morrer de tanto comer, né?

4 comentários:

Rosa disse...

Oi Paty,

Um feliz natal para você e um ano novo cheeeeeeeeeeeio de agulhas, linhas, lãs, botões, tesouras, fitas, criatividade, expressão de sentimentos, cores, texturas, cheiros, sabores, saúde e realizações.

Beijos grandes Rosa

Rosi disse...

Paty,acho que um bom tamanho prá mantinha de bebê é 1X1m ou 1,20X1,20m.Dá prá usar até como cobertorzinho,qdo ela ficar maior.
Beijoconas,
Rosi

Marina disse...

Oi Paty,
Sumi né. Então, tive reunião com chefia (bem longe de minha agência), troca de funcionários, compras, confecção de presentinhos, etc, etc, etc. E aí, percebí que está tudo legal com as novas atitudes, é isso aí, tô gostando de ver.
Beijão e até a próxima oportunidade.

Feliz Natal e que 2006 seja "o ano".

Katia disse...

Estou passando por aqui para lhe desejar um Feliz Natal cheio de alegria, paz, amor e muita saúde para você. Que Deus ilumine à você e que possa tricotar muitos e muitos trabalhos lindos neste próspero Ano Novo.
Que Deus lhe abençoe a você e sua família.
Beijinhos
Kátia