domingo, 16 de julho de 2006

Um minuto para o fim do mundo... toda a minha vida em sessenta segundos...

Um minuto para o fim do mundo... toda a minha vida em sessenta segundos...
Tô me sentindo tanto que hoje até dividi o post em tópicos... hehehehe
 
Política/Atualidades
Não imaginei que, depois da experiência adquirida com os primeiros ataques, veria novamente a situação se repetir frente a nós, com a conivência mais uma vez do senhor governador de nosso Estado. Mais preocupados com questões eleitoreiras do que com o bem estar da população, ele e seu partido consideram, inertes ao que está acontecendo, até que ponto é vantajoso aceitar ajuda do governo federal, pois segundo eles, "o governo federal vai ajudar e depois querer se meter na administração de São Paulo". Estou enganada, ou ainda somos todos os Estados parte de um único país? Que tal colocá-los nos pontos de ônibus às 6h da manhã, junto com a população que precisa pegar um ônibus para não perder um dia de trabalho e alimento aos filhos... vamos ver se isso os ajuda a decidir o que é melhor!
 
Artes Manuais
Ando cheia de encomendas. Ainda bem, não é? Para quem estava reclamando que todos só olhavam e ninguém comprava nada, ultimamente ando sem tempo pra nada! Boleros, cachecóis e um casacão tipo da Vitória da Belíssima, que eu acho que vai ficar lindo! Também umas manguinhas diferentes, das quais estou apanhando bastante... mas estou chegando lá!
 
Pessoal
Aos poucos eu chego à conclusão de que não sei o que quero da vida. Às vezes penso que está tudo bem e, de repente, as coisas dão uma reviravolta. Quem eu sou? O que eu quero da minha vida? Como quero estar daqui a cinco ou dez anos?
Sinto-me inerte. Como se eu estivesse simplesmente sentada à beira da minha existência, vendo minha vida correr ao sabor do vento. E parece que quando coloco minha mão para tentar mudar alguma coisa, é só besteira que faço. Impressionante. Só Deus mesmo para ter misericórdia de mim e me ajudar com essa minha vida maluca!
Como dizia uma antiga amiga (antiga é a amizade, a amiga é novinha, da minha idade, rsrsrs):
 
"O coração é uma bola quadrada, que navega num barco sem fundo, dentro de um poço sem água"
Angélica
 
Sim, a questão é o coração.
 
E tem até poesia!
Há tanto tempo que não escrevia poesias! Quem sabe aos poucos eu vou retomando as coisas antigas que me faziam feliz e que eu fui deixando para trás, ao longo dos anos, como uma bagagem que eu achava que não precisava e não queria mais carregar...
 
 
 
INERTE
 
Meus olhos estão cegos à verdade
Meus pés não conhecem o caminho
As mãos tateiam o desconhecido
A mente não compreende o que se passa
 
Como um turbilhão que faz tudo girar
Estou no centro de um redemoinho
Quase tonta, tudo saiu do lugar
Situações com as quais não sei lidar
 
Presa num cubo, sem saída ou direção
Todos os lados pra que olho são iguais
O que poderia me tirar dessa situação
Já não me escuta, já não sei se me quer mais
 
Todas as palavras que saem são vazias
Sôfregas e nulas, como bolhas de sabão
E as idéias e desejos, arrastam-se nos dias
Tão iguais e curtos, todos sem razão
 
Uma apatia sem fim se me abateu
Vivendo num círculo a não se acabar
Com as luzes apagadas, perdida no breu
Das pobres almas loucas que já não podem sonhar.
 
(Paty Bello - 15/07/06 - 00h41min)
 
 
 
Gostaram? Eu escrevi muita poesia quando era adolescente... tenho cadernos cheios delas... é engraçado como eu conseguia retratar cada sentimento e dúvida em poesia, e depois que as escrevia, às vezes várias por noite, eu me sentia tão mais aliviada... escrever tem esse efeito para mim: parece que tira de mim pelo menos um pouco do amargo dos meus dias...
Beijinho procês!
Paty

4 comentários:

elaine disse...

me identifiquei com vc no ponto pessoal,acabei de completar 24 anos e parece que estou sentada vendo tudo passar na minha frente,já fiz de tudo desde professora de ballet até operária de fábrica aqui no japão,e fico pensando será que um dia vou poder fazer algo que realmente me dá prazer independente do dinheiro,claro isso é bom,mas tem dias que dá vontade de fazer algo que você se identifique,e o pior não é isso,o pior é que não sei o que gostaria de fazer rsrs...vou levar assim e pensar na minha filha pra que ela não fique como eu,vendo a vida passar...beijinhos!

graca disse...

Uau, uau, uau, muito bom, guarde os cadernos, quem sabe um dia vc nao faz uma coletanea.

Anônimo disse...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it » »

Anônimo disse...

I have been looking for sites like this for a long time. Thank you! »